Dueto inesperado

Bob Dylan já estava no seu 10º show em treze dias quando chegou em Eindhoven, na Holanda. Era seu terceiro show no país e todos eles começaram de forma diferente das outras sete apresentações – ocorridas na Irlanda e Inglaterra: as músicas de aberturas nos shows holandeses eram covers, ao contrário das apresentações no Reino Unido, que contaram como músicas de abertura Maggie’s Farm e Rainy Day Women # 12 & 35.

O show de Eindhoven, ocorrido no dia 17 de fevereiro 1993, teve duas outras peculiaridades. A primeira, era que a canção de abertura não era I’m movin’ on, de Hank Snow, como fora nas duas primeiras apresentações no país. A música escolhida por Dylan para abrir o show foi Folsom Prison Blues, de Johnny Cash. A outra grande diferença foi um dueto inesperado.

Em The times they are a-changin’, 14º música do show, pouco antes de Bob Dylan começar a cantar, uma garota invade o palco e se aproxima do microfone de Dylan para cantar a canção que fora composta 30 anos antes (acredita-se que Dylan a escreveu em setembro de 63). Ao perceber a invasão, Dylan se espanta e dá um passo para trás, mas ao ver que a intrusa era inofensiva (e até adorável), Bob inicia um improvisado dueto.

Um segurança tenta “convidar” a loira para se retirar, mas Bob a segura pelos braços e diz estar tudo bem. Liz Souissi é suiça e acompanhou um Bob Dylan bem-humorado ao longo de toda a canção. Retomando idiossincrasias chaplinescas, Dylan sugere sarcasticamente que Liz toque também violão. O público enlouquece quando o cantor autoriza a permanência da “convidada especial” e canta em uníssono a frase que dá título a canção. Em alguns momentos, Bob Dyan bate palmas para apelidada Swiss Liz (Liz suiça em inglês).

Assista ao dueto:

Liz Souissi chegou a lançar um álbum independente em 2000, com canções de sua autoria. Entre elas, uma música chamada The man I love (download).

One thought on “Dueto inesperado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *