May your song always be sung

Ontem, em Londres, Bob Dylan finalizou sua turnê mundial que começou no dia 3 de abril, em Taipei (Taiwan). A edição de 2011 de sua Never Ending Tour teve 88 apresentações e passou por vários continentes.

1º Semestre

Os shows do começo do ano foram uma continuação da estrutura da turnê de 2010. Tirando a primeira apresentação, quando abriu com Gotta Serve Somebody, a música de abertura era invariavelmente Gonna Change My Way Of Thinking.

Na apresentação do dia 20/06, em Israel, Bob fez uma ótima interpretação da canção, com um vocal forte e um bom solo de órgão. Cultivando um recente cavanhaque grisalho, Bob demonstrou um certo carisma e até esboçou alguns sorrisos.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=wG79n-E2dmI&feature=player_embedded]

Para o show seguinte, em Milão, Bob mudaria a canção de abertura, escolhendo a mesma música que utilizou no show de ontem, Leopard-Skin Pill-Box Hat.

No primeiro semestre, o cantor também se apresentou na Austrália e tocou pela primeira vez na China, em meio à polêmica do desaparecimento do artista chinês Ai Wei Wei.

2º Semestre

Na segunda metade do ano, Bob fechou a turnê européia e iniciou seus shows pelos Estados Unidos. Parte da turnê americana teve como convidado o cantor Leon Russell.

Em outubro, Dylan voltou ao Velho Continente, mas dessa vez para se apresentar principalmente na Europa Oriental. Para o show de abertura, convidou Mark Knopfler, que no decorrer da turnê também passou a acompanhar Dylan na guitarra, nas primeiras músicas.

A última música

Um fato inédito – e belo – ocorreu no show de ontem. Para fechar suas apresentações de 2011, Bob escolheu a jovial Forever Young e recebeu Mark Knopfler para acompanhar nos vocais, pela primeira vez na turnê.

O ponto alto do dueto foi quando Mark fez uma singela homenagem a Bob, cantando para ele o verso “may your song always be sung”. O público foi ao delírio. Pelas imagens, Bob parece intacto com o ato, provavelmente apenas com aquele seu pseudo-sorriso.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=8du76uTjQsI]

No final, sem falar uma palavra, Bob permanece no centro do palco, faz sua saudação padrão, pede aplausos para Mark e vai embora, com seu semblante típico.

Update

Eis o áudio completo do último show:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *