Rock and Roll Hall of Fame (ou “You was the brother that I never had”)

No dia 20 de janeiro de 1988, Bruce Springsteen subiu ao palco do hotel Waldorf-Astoria, em New York, para fazer um discurso e oficializar a entrada de Bob Dylan ao Rock and Roll Hall of Fame.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=SRu66l3QI_U]

Bruce descreve como foi a primeira vez que ouviu Dylan: Estava no carro com sua mãe quando escutou a caixa da bateria de Like a Rolling Stone. Para ele, era como se uma porta fosse arrombada com um ponta-pé. Sua mãe, após ouvir a voz de Dylan, disse: “Este rapaz não sabe cantar”. Mas para Bruce, ele ouvira a voz mais forte em sua vida. Ela soava adulta e jovem ao mesmo tempo.

The Boss também afirma que sem Bob Dylan e sua revolução no pop, introduzindo intelecto no rock atravé de um mundo novo de palavras, muita coisa não teria existido: O Sgt. Pepper dos Beatles, Pet Sound dos Beach Boys, God Save the Queen dos Pistols e até mesmo What’s Going On de Marvin Gaye. Só para citar alguns.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=TyqFL9m2odg]

Ao aceitar a indicação, um tímido Bob sobe ao palco, agradece de forma minimalista e faz sua homenagem a diversas figuras. Entre elas, além de Muhammad Ali, Dylan cita a enorme influência que sofreu ao ouvir Little Richards e da imensurável importância que Alan Lomax teve na carreira de Bob, quando ainda era Zimmerman ou Dillon, e ouvia os registros históricos que Alan fez em diversas partes dos EUA, gravando, descobrindo e divulgando artistas do povo como Leadbelly e Woody Guthrie.

Para finalizar, Springsteen utiliza a frase final da canção Lenny Bruce, do álbum Shot Of Love (1981).

One thought on “Rock and Roll Hall of Fame (ou “You was the brother that I never had”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *