Bob Dylan, 81 Anos

Oitenta e um anos é muito tempo. São décadas e décadas de experiência, de vivência, de conquistas, derrotas, ganhos, perdas. E oitenta e um anos na cabeça de um poeta deve ser ainda mais doido. Há um modo de ver, um modo de experienciar, que difere de outros mortais. Há uma busca por palavras para descrever, por analogias, metáforas, associações, reflexões que muitas vezes se sobrepõem a realidade para se criar um novo mundo.

Bob Dylan completa hoje oitenta e um anos. Desde que esse ciclo começou, muitas coisas aconteceram em sua órbita dylanesca.

Em julho de 2021 lançou Shadow Kingdom, um especial em vídeo com regravações de 13 canções clássicas da sua carreira. Como nada que lança é usual, seu formato foi minimamente controverso: gravou tudo em estúdio e encenou todas as canções em um cenário com fotografia noir. Estranhamente, recrutou músicos diferentes dos que gravou as canções e alguns são atores que claramente não tinham intimidade com o instrumento. Ainda assim é um belo especial, com versões novas, distantes até mesmo das suas releituras no palco.

Em setembro de 2021, a Columbia lançou o 16º volume da Bootleg Series, dessa vez abarcando a primeira metade dos anos 80. Apesar de possivelmente ter pouca ou nenhuma influência nesse projeto de arqueologia musical, essas escavadas ao passado trazem uma releitura de um novo Bob, muitas vezes com narrativas reescritas de sua história.

Em novembro de 2021, retomou sua turnê. 2020 não tocou por motivos óbvios, sendo o primeiro ano desde 1984 em que Bob não tocava em público sequer uma vez. Houve poucas mudanças no repertório, mas as canções de seu disco de 2020, Rough & Rowdy Ways, foram acrescentadas em quase sua totalidade. Bob Dylan trocou o piano de calda por um piano vertical, além de uma iluminação focada do chão para cima. Também fez mudanças estruturais em seus parceiros de palco, mudando dois guitarristas e o baterista. As canções mais recentes ganharam nova amplitude, mesmo frescas. Dylan e seu ímpeto imparável de mutação.

After 2-year concert hiatus, ever-surprising Bob Dylan returns to embrace  his 'Rough and Rowdy Ways' | Star Tribune

Em março de 2022, anunciou o lançamento do seu próximo livro – distante da expectativa de muitos para um segundo volume de suas Crônicas. Mas a ideia ainda assim é muito boa. “A filosofia da canção moderna” é um conjunto de textos do Bob Dylan refletindo sobre canções diversas que o inspiraram. O lançamento será em novembro.

Em 11 de maio de 2022 é inaugurado um dos maiores centros de pesquisa para um artista ainda vivo do mundo. Bob Dylan Center fica em Tulsa, Oklahoma, e comporta mais de 100 mil itens relacionado à vida e obra do artista. A partir desse acervo, criou-se um museu imersivo e multimídia para uma experiência no processo criativo de Bob Dylan a partir de um resgate de quase toda sua carreira.

Um especial em vídeo, um box, um livro, um museu e uma turnê de volta às estradas. Tudo isso em apenas um ano na vida de um octogenário incansável. Ainda há exposições de suas pinturas e desenhos, além de suas esculturas de ferro que formam portões e até vagões de trem.

Um artista multimídia, diverso, que se arrisca e que recusa ser parte do passado – apesar de dialogar com poetas de tempos longínquos. Bob Dylan busca a atemporalidade não apenas em sua arte, mas também em sua vida.

Aos 20 e poucos escreveu “Meu nome não diz nada, minha idade menos ainda” e cá estamos vendo não repetir o passado, mas o passado prevendo o futuro. Bob Dylan não é folk, rock ou o que seja. É além disso. E tampouco é um artista velho que colhe os frutos do passado. Bob Dylan é um eterno novato que ainda planta as sementes de uma arte única.

Parabéns, Bob!

9 thoughts on “Bob Dylan, 81 Anos

  1. Dylan é um cara extraordinário tenho varios vinil dele gosto das musicas e de seu trabalho como cpmpositor e cantor com essa voz roca e lírica.
    Parabens Dylan, muitos anos de vida e saude pra você.
    Abrs.
    Edward

    1. O Grammy mais que merecidos , mas Oscar e Nobel sei não ! No fundo , imensa “forçação de barra” midiatica !
      Nossos Chico , Caetano , Gil , Aldir , por ex . , são , no mínimo , iguais , e diria mesmo , melhores do que ele .

  2. Eu gostaria que essas geraçao interpretasse as mensagem das letras da música desse cara.
    Cada letra ela é endereçada ela é uma mensagem endereçada a alguém alguma coisa.
    Parabéns Dila, você merece esses anos, e que seja muito mais para frente aí. que você viva muito mais, para a gente ter o prazer de ouvir você.

  3. Parabéns Dylan, sua vida é que nem o vento, sopra para todos os lugares!
    Quis dizer é reconhecido por todo o mundo!
    Feliz aniversário Dylan!
    Deus muito obrigado pelo o senhor colocar essa lenda vida para todos nós!
    Giltonei Everton S. Barros.
    SSA/BA.

  4. Parabéns meu caro Amigo !!! Você realmente “fez a cabeça” de muitas Gerações !!! Obrigado ‍♂️ !!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *