Dylan traz de volta (e diferente) “Workingman’s Blues #2”

No show de ontem, em Nagoya, Bob Dylan resolveu incluir a canção “Workingman’s Blues #2” ao repertório fazendo uma releitura fantástica.

A música se aproxima de “Nettie Moore”, também de Modern Times (2006), apesar de manter a mesma cadência harmônica do original. Depois do refrão, uma parada com uma mudança na tonalidade (na primeira vez ficou bem dissonante, mas nas outras soou bem – o que pode indicar o frescor do arranjo).

Além disso, o incansável Dylan fez mais mudanças na letra. “Workingman’s Blues #2” já tinha passado por algumas alterações líricas nos últimos anos, mas dessa vez ele resolveu alterar quase integralmente a última estrofe.

Ouça a música e, abaixo, a transcrição da última parte (feita pelo user TheSkinnyMoo, no Youtube):
[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=AdDGSUkj3g8]

“I’ll be back home
Ιn a month or two
When the frost is on the vine
I’m gonna punch my spear right straight through
Half ways down your spine
Then I’ll lift my arms
To the star lit skies
And I’ll pray the fugitive prayer
I’m guessing tomorrow the sun will rise
I hope the final end’s been spared
Now the battle is over up in the hills
And the mist is settlin’ in
Look at me with all my scars
What did I ever win?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *